Algumas verdades sobre a primeira semana de academia

Entrei na academia pela primeira vez na vida, e não apenas pra perguntar o preço. Pra quem me conhece sabe que essa idéia é meio estranha, sempre tive um receio absurdo e achava até ridículo, confesso que ainda acho muita coisa ridícula ali, mas da pra passar despercebido ou como piada.
Depois de muita (muita mesmo) insistência do marido que apresenta quadros de “geração saúde” quando a gente menos espera, eu topei o Pilates, pesquisei, achei legal, é mais que o exercício e blá, blá, blá. E fui, assim com medo, me sentindo um alienígena ali, com muita resistência, rindo de nervoso e sem soltar a mão do meu amor, me senti uma criança de 8 anos no primeiro dia de escola nova sendo que estudava em casa até ali.

A primeira aula de Pilates me mostrou alguns músculos que eu não fazia idéia que tinha, o professor não é daqueles que encostam e encontrei uma prima que não via a anos. Esse conjunto já fez sair dali me programando para voltar todos os dias a aula. E voltei no dia seguinte, eu estava mais solta, foi mais fácil e mais divertido, no fim da aula o professor anunciou uma aula experimental de Stiletto, que aconteceria no dia seguinte a noite. Há eu adorei, sabia do que se tratava e as palavras “salto alto” e “dança” fazem meus olhinhos brilharem. Cheguei em casa empolga pensando como poderia usar tudo isso a meu favor, o meu objetivo mesmo é me livrar de alguns remédios psiquiátricos que me acompanham a uns anos, e fato que chego em casa com outra animação depois da academia, então procurei uma aula para fazer perto da saída da faculdade e tentar usar essa animação na faxina domiciliar de todo dia. Achei uma aula de jump que se encaixava, mas só uma vez na semana, resolvi experimentar.

No dia seguinte fiz o Pilates em outro horário, com outro professor, outra turma e outro método, adorei mais uma vez e quis encaixar na tabela semanal os 2 tipos de aula. Segunda quarta e sexta Pilates de solo e terça e quarta com aparelhos. Além do que a aula de aparelhos me deu uma colega Trans. E meu sangue sociólogo tem muito o que conversar com ela! Prometo um post exclusivo para mostrar todo o meu amor, respeito e admiração por elas, mas outro dia.
A aula de Stiletto que aconteceu mais tarde foi sensacional, praticamente uma festa que fez surgir as divas dentro de nós.
Finalmente na sexta a aula de jump mudou meu humor, deu a disposição que eu queria.

Terminei minha primeira semana fitness na aula de Pilates solo e ali as dores apareceram, doeu lombar, doeu pernas, abdômen então….
Mas estou feliz, semana que vem estou lá novamente e como diz meu amor “foi mais fácil do que pensei você se empolgar e gostar da academia”.

Anúncios